Mamoplastia redutora: conheça todas as indicações

 In Dicas

Apesar da grande procura por deixar os seios mais volumosos e sedutores existem algumas mulheres que desejam diminuir as mamas.

O desejo de algumas mulheres seguir em sentido contrário do que a dita a moda, muitas vezes é por estética ou até por saúde. E se você acha que esse é o seu caso, você precisa então conhecer sobre a mamoplastia redutora.

Apesar da prótese de silicone estar em alta, nem todas as mulheres se sentem bem por ter mamas consideradas grandes.

No entanto, ter mamas muito volumosa podem ocasionar problemas na vida da mulher, como problemas de saúde ou até por não se sentirem confortáveis com sua aparência. E nesses casos, a mamoplastia redutora pode ajudar.

Mamoplastia Redutora: Quando é indicada?

Muitas mulheres se tornam inseguras por terem mamas muito grandes. Sim, isso pode acontecer! Principalmente quando as mamas se tornam desproporcional em relação ao restante do corpo.

Apesar de estético, pode trazer consequências emocionais, como baixa autoestima e problemas na vida social e afetiva.

Esse tipo de problema pode ser solucionado por uma cirurgia plástica de mamoplastia redutora para reduzir o tamanho das mamas e deixá-los mais harmoniosos com o resto do corpo. Deixando assim a mulher mais segura e autoconfiante.

Outra queixa muito comum entre as mulheres que possuem seios muito grandes são fortes dores nas costas e nos ombros e problemas posturais devido ao peso exercido pelos seios.

Em consequência causam marcas desagradáveis e doloridas e irritações na pele que podem ser causadas pela compressão das alças do sutiã.

Além de atrapalhar os movimentos, os seios muitos volumosos podem prejudicar o sono e dificultar os movimentos e até impedir determinados exercícios físicos.

E outra queixa muito frequente e originária dos seios muito volumosos é a flacidez, já que a pele não consegue sustentar toda sua estrutura. Já que a mulher pode desenvolver mais infecções de pele, como a candidíase, mais frequentemente encontrada nas dobras abaixo dos seios.

Com todos esses problemas causados por um volume excessivo dos seios a mamoplastia redutora é capaz de solucionar suas queixas de forma definitiva.

Como funciona a Mamoplastia Redutora

A mamoplastia redutora tem como objetivo diminuir o tamanho das mamas par que elas tenham um tamanho mais confortável, tanto esteticamente quanto estruturalmente, para a paciente.

Com o novo formato e o reposicionamento irá permitir que a mulher tenha seios mais elevadas, simétricos e com uma aparência mais jovem.

As técnicas utilizadas irá depender da avaliação feita pelo cirurgião plástico em um consulta, além de considerar o volume e o formato das mamas, a quantidade de tecido a ser removido e o processo de cicatrização de cada paciente.

Em pacientes que ainda não tiveram filhos e desejam realizar a mamoplastia redutora, a técnica pode variar já que a paciente futuramente venha amamentar.

Para maior segurança a cirurgia é realizada no hospital, já que a anestesia pode ser localizada com sedação ou geral. O procedimento costuma durar de 2 a 5 horas no total.

Pós-operatório e recuperação da mamoplastia redutora

A paciente sai da sala de cirurgia com alguns curativos, e devem ser retirados após 24 horas. Já a fita adesiva microporosa (microporagem) como curativo colocada sobre a cicatriz, deve ser mantida por mais tempo, já que ela ajuda no processo de cicatrização.

É necessário também o uso do sutiã pós-operatório no mínimo de 30 dias, para que o local tenha mais sustentação e ajudará na acomodação dos tecidos em seus novos locais.

Em alguns casos é necessário o uso de um dreno. E os pontos costumam ser dados internamente.

O pós-operatório da mamoplastia redutora não é dolorido, no entanto é importante que a paciente evite fazer esforços e não eleve os braços acima da linha do ombros no período inferior a 30 dias para não causar desconforto ou machucar a região recém-operada.

É também aconselhado fazer sessões de drenagem linfática com finalidade de reduzir o inchaço natural e modelar a cicatriz, além de evitar o acúmulo de líquido e sangues no local da cirurgia (seroma).

No primeiro mês pós cirurgia, a paciente deve evitar fazer movimentos bruscos com os membros superiores, como erguer peso, deitar-se de lado ou de bruços e proteger-se do sol enquanto ainda houver hematomas e inchaço na região.

Os resultados definitivos da cirurgia quanto ao tamanho e o formato já começam a aparecer cerca de três meses depois da cirurgia.

Como são as cicatrizes da mamoplastia redutora

Como em toda cirurgia, a mamoplastia redutora deixa cicatrizes também. Elas podem ter o formato de um “T” invertido, um “I” ou de um “L” ou ainda ser periareolar (em torno da aréola do seio), conforme o grau de flacidez e o volume dos seios da paciente.

A cicatriz fica mais espessa e avermelhada depois do primeiro mês de cirurgia, tornando-se pouco a pouco mais clara e menos consistente com o passar do tempo.

Os resultados definitivos podem ser vistos entre 12 a 18 meses depois da cirurgia.

É possível manter o resultado se ocorrer uma gravidez?

É possível manter os resultados da cirurgia, desde que o aumento do peso seja saudável e controlado.

Já caso a paciente ganhe uns quilinhos a mais, pode haver alterações sim, no formato e no tamanho da mama, além de uma mudança na elasticidade da pele.

Dependendo da técnica que foi utilizada na cirurgia, podem afetar a amamentação. Por isso, é muito importante discutir com seu cirurgião plástico antes de fazer o procedimento.

A mamoplastia redutora é um procedimento cirúrgico que visa corrigir problemas estéticos e de saúde causados pelo volume excessivo das mamas.

Se deseja mais informações, entre em contato com nossas secretárias e agende um horário!

Clínica Ronaldo Roesler
Dr. Ronaldo Roesler é um cirurgião plástico brasileiro formado e especialista em cirurgia geral e cirurgia plástica, atua desde 1994. Cirurgião plástico reconhecido, atua em sua clínica em São José dos Campos e atende pacientes de todo o Brasil.
Recent Posts

Start typing and press Enter to search