Prótese de silicone pode causar câncer de mama?

 In Sua Saúde

O procedimento de mamoplastia de aumento é uma das cirurgias estéticas mais realizada no Brasil. Mesmo sendo uma cirurgia mais procurada, muitos pacientes ainda se deparam com dúvida quanto aos mitos divulgados sobre o tema, e se a prótese de silicone pode causar câncer de mama é um deles.

Manter as pacientes informadas desses e outros mitos é importante para que eles tenham informações claras e confiáveis e possam decidir quanto a realização da cirurgia plástica.

Na década de 1940 nos Estados Unidos e no Japão, começou o uso do silicone nas mamas, porém só em 1962 é que as primeiras próteses de silicone, na forma de um gel envolto por uma cápsula de elastômero rígida, surgiram nos Estados Unidos.

Só a partir daí, que as próteses ganharam popularidade, tendo o seu auge nos anos 1980 e até hoje se mantem como a cirurgia plástica mais realizada no mundo todo.

Com isso a segurança das próteses só vem aumentado a cada ano, tudo devido a melhoria da matéria-prima e das tecnologias para fabricação do silicone.

Entre os avanços podemos destacar a criação de um gel de alta coesividade envolto por múltiplas camadas de elastômero com texturização. Hoje já encontramos no mercado próteses de alta tecnologia que assegura que todo o processo seja feito seguindo rigorosos padrões de qualidade.

Além disso, os implantes atuais são muito mais resistentes e duradouros que os anteriores, e já não possuem prazo de validade como antes. Porém, é importante esclarecer que provavelmente em algum momento da sua vida você terá que trocá-los.

 

MITO ou VERDADE que a prótese de silicone pode causar câncer de mama?

 

Sem dúvida nenhuma é mito! Apesar de ser uma das principais dúvidas e inseguranças das pacientes quando decidem fazer uma cirurgia para colocação de uma prótese de silicone.

Esse boato já foi contestado por estudos realizados nos Estados Unidos e na Europa e não conseguiram encontrar uma relação entre a prótese de mama e o câncer de mama, doenças inflamatórias ou autoimunes.

No entanto, as mulheres que decidiram colocar os implantes de mama são encorajadas a amamentar, pois não existem evidências de que o silicone possa causar mal ao lactante.

E a prótese de silicone não interfere em nada na realização da mamografia, que tem a finalidade de diagnosticar o câncer de mama precocemente. Porém, é importante informar sobre a prótese ao realizar os exames.

É importante esclarecer que apesar de ser errôneo dizer que a prótese de silicone causa câncer de mama, existe uma provável associação entre os implantes de silicone e o desenvolvimento de BIA-ALCL (sigla em inglês para linfoma anaplástico de células grandes associado a implante mamário), um tipo raro de câncer originado a partir da próteses de silicone.

Além de ser raríssimo, sendo registrados 70 casos até 2015 em todo mundo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) o câncer associado ao implante de silicone não é um câncer de tecido mamário, mas um linfoma (câncer das células da imunidade) que se desenvolve, muitas vezes, na cápsula e líquido ao redor do implante.

Isso não quer dizer que mulheres com implante de silicone possuem um risco maior de desenvolver câncer de mama do que as mulheres sem implantes.  Porém é importante seguir seu acompanhamento com o mastologista de forma habitual, realizando exames de imagem das mamas como de rotina.

Contudo o câncer ALCL é completamente tratável na grande maioria dos casos. O tratamento resume-se na retirada do implante e da cápsula, e em alguns casos o paciente pode necessitar de quimioterapia e/ou radioterapia.

É importante também manter o rastreamento das mamas de forma habitual, e entrar em contato o mais rápido com seu médico se notar o desenvolvimento de inchaço, acúmulo de líquido ou perceber alguma mudança no formato das mamas.

Porém a dúvida se a prótese de silicone pode causar câncer de mama é apenas um mito e deve ser esclarecido principalmente para os pacientes que ainda possuem alguma dúvida sobre o tema.

É muito importante procurar seu médico cirurgião, para tirar todas as dúvidas, e ninguém melhor que com aquele que mais entende do assunto.

Por isso que um cirurgião plástico de confiança e especializado pode esclarecer seus questionamento com informações confiáveis e verídicas.

Agende sua Avaliação agora!

Clínica Ronaldo Roesler
Dr. Ronaldo Roesler é um cirurgião plástico brasileiro formado e especialista em cirurgia geral e cirurgia plástica, atua desde 1994. Cirurgião plástico reconhecido, atua em sua clínica em São José dos Campos e atende pacientes de todo o Brasil.
Recent Posts

Start typing and press Enter to search